digitação utilizada para inclusão no site:
06/09/2011

Tribuna de Petrópolis:
06/09/2011

Amo Petrópolis

Joaquim Eloy Duarte dos Santos

Os céticos, que em nada acreditam, talvez apenas no pessimismo e que acham que Petrópolis está uma droga e que seu povo é  contemplativo e, consequentemente, amorfo, sorverão um tônico vivificante, na entrada da primavera, no dia 21 de setembro, uma quinta-feira, das 15 às 18 horas, no Centro Histórico.

Pois é, assim mesmo como está dito, graças à efervescente presidente da AMA (Associação dos Moradores do Centro Histórico), Myriam Born, de larga liderança no meio artístico-cultural, entusiasmada sempre quando em jogo a promoção de nossa bela Cidade. Ela reuniu muitas pessoas, de todos os segmentos, na “Casa de Cláudio de Souza”, solicitando a cada artista um sorvo de criatividade no dia marcado para, junto ao povo em circulação, dizer  que nós amamos Petrópolis de forma plena e que o ato lúdico e colorido é nosso cartão de visita petropolitano.

Todos falarão a mesma língua, traduzida em apenas 4 mágicas letras: AMOR e demonstrarão à Cidade o quanto ela é preciosa para todos e que a ela devemos nossa nobre existência.

Todos poderão participar, tornando-se artistas por instantes, cantando, dançando, representando, pintando óleos e aquarelas, equilibrando malabares e com piruetas em cima de elevadas pernas-de-pau. Música, alegria, cores, talentos, tudo para que a população readquira sua autoestima, mesmo que por segundos de um sorriso, de leve alma, de momento de catarse amorosa.

Myriam, como fada encantada, conduzirá a arte global na tarde de 21 de setembro, com a presença de personalidades  que são nosso orgulho histórico de ontem e de hoje. Será momento lúdico, bom para a alma e precioso no conteúdo da autoestima, a qual precisa urgentemente ser redescoberta no sentimento de cada um.

Impressionante a adesão à idéia, iniciada com meia dúzia de pioneiros e, às vésperas do encontro, reunindo mais de uma centena de artistas de todos os pincéis e gambiarras.

Como faz bem, é tão bom, a Cidade ter Myriam Born agitando a cultura. Com ela, estarão pessoas que comungam o espírito salutar de expor-se aos dorminhocos, despertando-os dos maus pesadelos para a realidade feliz e colorida.

Amo Petrópolis poderia ser Ama Petrópolis, abrangente chamada que homenageia a quem promove e agita e amplia o abraço a todo e qualquer  petropolitano que tiver a felicidade de viver o precioso dia por vir.

Venha para a rua, na tarde de 21 de setembro, para acompanhar e participar do grande abraço a Petrópolis.

topo da página

índice de trabalhos

índice de autores