digitação utilizada para inclusão no site:
31/07/2000

 Acervo Histórico de Gabriel Kopke Fróes - Via Internet - www.earp.arthur.nom.br - 10/06/2010
RG 6780 - arquivo cdb03001

KOPKE, Henrique Kopke (dr.)

Gabriel Kopke Fróes

Advogado Bacharel em Direito.

Nasceu no Porto em 1807 e faleceu em Petrópolis no dia 10 de dezembro de 1881.

Veio para o Brasil em outubro de 1829, com 22 anos de idade, viajando de Liverpool no brigue “Meridiano”. Com seu irmão Guilherme, engenheiro, dedicou-se aos serviços de navegação fluvial em Minas.

Por Decreto n. 332 de 5 de fevereiro de 1845, recebeu carta de naturalização de cidadão brasileiro, com dispensa das formalidades legais. Residiu em Sabará, onde nasceu seu primogênito.

Em 1849 veio para Petrópolis fundar e dirigir o Instituto Kopke, primeiro educandário particular ali fundado, em prédio próprio para tal construído, e que foi também o primeiro edifício de três andares que contou a povoação, construção de seu irmão Guilherme.

Seu colégio, que funcionava só no regime de internado, tornou-se famoso pela excelência do ensino, merecendo por várias vezes a visita do Imperador D. Pedro II, que distinguia o diretor com sua amizade.

Teve papel saliente nos primórdios da história petropolitana, desempenhando alguns cargos não remunerados, como Juiz de Paz e vereador.

Casado com mulher brasileira, deixou cinco filhos: Henrique, Lavínia, Felisbela, (Henrique Augusto) e João.

Recebeu a condecoração da Cavaleiro da Ordem do Rosa.

Nome à rua: Resolução de 22-3-1902. Referências: Tribuna 4-9-1941 e 18-11-1950. Centenário de Petrópolis, vol. II, pg. 152.

topo da página

índice de trabalhos

índice de autores